terça-feira, 16 de março de 2010

QUEM QUER SER PASTOR, LÍDER, OBREIRO???

QUEM QUER SER PASTOR?
QUEM QUER SR LIDER/OBREIRO?


Se o pastor é dinâmico, ele é ativista
Se for calmo, não tem visão ou é preguiçoso.
Se o pastor é exigente, ele é intolerante e ditador.
Se não exige, ele é displicente e negligente com o ministério.
Se o pastor visita, é porque gosta de incomodar o sossego dos outros.
Se não visita, é irresponsável e descuidado com as ovelhas.
Se o pastor se veste bem, ele é vaidoso, extravagante ou janota.
Veste-se mal, ele é relaxado e tem mau gosto.
Se o pastor anda sorrindo, ele é irreverente e gaiato.
Se não solta um sorriso, é porque anda estressado.
Se o pastor fica com os jovens, é imaturo e não se coloca no seu lugar.
Se com os adultos, é antiquado, ultrapassado e cafona.
Se ficar com as crianças, é infantil e precisa amadurecer.
Se procurar atualizar-se, ele é mundano e tem mentalidade secular.
Se não se atualiza, é mente fechada e não quer se reciclar.
Se o pastor cuida da família, é descuidado com a igreja.
Se cuidar da igreja, é descuidado com a família.
Se pregar muito tempo, é prolixo, cansativo, metido a intelectual.
Se pregar pouco, é que não tem mensagem, nem da internet.
Se procurar agradar a todos, é sem personalidade e interesseiro.
Se for positivo e procura corrigir e disciplinar o rebanho, é porque é parcial e só disciplina os fracos.
Se realizar programas novos, é que só quer viver de promoções e ôba-ôba!
Se não realiza, é que não tem idéias novas.
Se o pastor é alegre, é sem linha e deveria ter mais compostura.
Se chorar no púlpito, é chorão, sensível demais e não tem domínio próprio.
Se o pastor organiza trabalhos e campanhas, é explorador do rebanho.
Se não organiza, é que não dá trabalho ao rebanho e não tem criatividade.
Se o pastor fala alto, é que não tem argumentos para convencer.
Se falar baixo, é um coitado, tímido, e nem voz tem.
Se o pastor prega nas ruas, é porque barateia o evangelho.
Se só fica na igreja, está acomodado nas quatro paredes do templo.
Se o pastor faz amizades no rebanho, é que tem panelinha e faz acepção de pessoas.
Se ora muito, é porque não tem o que fazer ou está querendo aparecer.
Se orar pouco, é um pastor relaxado, irresponsável, preguiçoso e carnal.
Se o culto termina cedo, ele é frio e não deixa o Espírito operar na Igreja.
Se o culto excede o horário, é irresponsável e impontual.
Se o pastor fala em outras línguas em público, deveria evitar e atentar para a decência e para a ordem do culto.
Se não fala, deixou de ser renovado ou perdeu o dom.
Se o sermão pastoral tem dez pontos, é chato e cansativo.
Se o sermão tem apenas dois pontos, ele não tem conhecimento bíblico.
Se ao pregar trata de necessidades da congregação, está expondo as pessoas.
Se faltar a algum culto, é porque está pensando em deixar a igreja.
Se nunca falta a qualquer culto, vai terminar um dia no psiquiatra.
Se o pastor prospera financeiramente, deve estar roubando da Igreja.
Se não prospera, está em pecado ou tem pouca fé.
HEBREUS 13.7,17 (Medite)
Lembrai-vos dos vossos pastores, os quais vos falaram a palavra de Deus, e, atentando para o êxito da sua carreira, imitai-lhes a fé. Obedecei a vossos pastores, sendo-lhes submissos; porque velam por vossas almas como quem há de prestar contas delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.
Um abraço a todos
Bianchini e Nazaré

ADAPTAÇÃO E EDIÇÃO: Pastora Mérces.