segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

VIDA PASTORAL E SUA MISSÃO

Vida pastoral e sua missão
Ser pastor é uma grande bênção concedida por Deus. O pastor é uma pessoa que tem um ideal, que tem uma missão, um chamado divino e que sente arder dentro de si o desejo de pastorear de maneira digna, honesta e fiel. Ele tem consciência de que aquele que o comissionou irá pedir-lhe os resultados do seu trabalho, um dia. Por isso, o pastor sente a necessidade de realizar o melhor trabalho possível para agradar o sumo Pastor. Mas, na vida pastoral, nem tudo são flores; pelo contrário, as lutas são implacáveis. Não é difícil encontrar pastores desanimados, desmotivados; às vezes, quase sem fé e completamente desgastados pelos problemas da vida ministerial.
Existem também aqueles pastores que confiam em Deus e têm experiências reais com ele, mas que, ao mesmo tempo, apresentam uma vida espiritual medíocre e indiferente às necessidades das pessoas que estão sob seus cuidados. Eles parecem não perceber que necessitam ter seus ministérios revitalizados pela graça e pelo poder da palavra de Deus, a fim de que seu trabalho possa transmitir luz, confiança e atingir os resultados esperados pela Igreja e pelo Senhor. Por que será que alguns pastores passam por esse tipo de situação? Quando se quer detectar as causas de muitas insatisfações e derrotas na vida ministerial, entre outras razões, o relacionamento familiar deteriorado ocupa um lugar de destaque. Sabemos que a maioria das pessoas pensa que a família do pastor não tem problemas; afinal de contas, ele é um dos representantes de Deus na terra, tem autoridade espiritual sobre a vida de muita gente, faz aconselhamentos, realiza visitas, levando palavras de esperança, tem sempre uma resposta para os problemas alheios e fala de assuntos importantíssimos.
Quando assume a tribuna para pregar, o pastor ensina o que se deve e o que não se deve fazer. “Não é possível que uma pessoa assim possa ter problemas na vida conjugal e no relacionamento com os filhos!”, pensamos. Mas, infelizmente, esse pensamento não é verdadeiro. Talvez uma das tarefas mais difíceis de ser administrada pelo pastor é a condução de sua própria família. Entre as muitas famílias que compõem uma comunidade cristã, sem dúvida alguma, a família de destaque é a do pastor. Ela vive sob os holofotes dos olhares curiosos do rebanho. Os fatos relacionados a essa importante família estão sempre refletindo de forma positiva ou negativa no comportamento das ovelhas apascentadas pelo pastor.
Isso, sem dúvida, deveria trazer uma reflexão mais profunda sobre o papel do pastor como chefe de sua família; a final, não é fácil liderar um lar que se sobressai de forma tão evidente. As pressões externas sofridas pelos membros da família do pastor, aliadas a uma liderança interna fraca por parte dele, resultam, muitas vezes, em dramas terríveis a serem vividos pela Igreja e pela sociedade. Quantas vezes, o pastor assiste, perplexo, ao naufrágio do seu casamento, ou, incrédulo, a o rumo que os filhos dão às suas vidas, abraçando os costumes mundanos? Esse drama familiar não é novo. A Bíblia é farta nos exemplos deixados por grandes líderes do povo de Deus, que, apesar do sucesso alcançado nas funções de sacerdotes e de reis, experimentaram o sabor amargo da derrota, quando tiveram de enfrentar as lutas dentro de casa (I Sm 3:13, 8:13, II Sm 18:33, I Rs 1:6).
É evidente que ninguém está livre das desventuras familiares, mas, quando o problema aparece na família do pastor, a repercussão toma grande vulto e aumenta em muito os danos na comunidade que o rodeia. No padrão bíblico para a família pastoral (I Tm 3:2-7), o pastor deveria ter a sua conduta de vida e a liderança de sua família firmada dentro dos seguintes princípios: ser marido de uma só mulher; ser irrepreensível em todas as atitudes; ser vigilante contra todos os ataques que pudessem sobrevir à sua família; ser sóbrio e consciente, para tomar todas as decisões necessárias ao bem estar familiar; ser honesto em todos os negócios de que fizer parte; exercer a hospitalidade para com todos; ser uma pessoa que se dedique a buscar conhecimento, pois uma das suas principais obrigações é estar em condições de ensinar; não alimentar vícios de espécie alguma, por ter consciência do quanto isso seria danoso à formação dos filhos; riscar a palavra violência do seu vocabulário; não ter como objetivo as riquezas materiais, mas, sim, buscar os valores morais, espirituais e éticos, que devem ser diariamente incorporados ao caráter dos componentes da família; ser moderado na forma de pensar, de falar, de agir, de trabalhar; não dar lugar às discussões geradoras de contendas com esposa, filhos, amigos, crentes; ter como objetivo a ser alcançado o bem-estar do próximo, de maneira tal que não haja nem sombra de egoísmo e avareza no seu modo de viver; ser um administrador da sua casa, digno da admiração de todos, principalmente da esposa e dos filhos; ter, principalmente, o entendimento de que, para cuidar da casa de Deus, precisa cuidar primeiro da sua casa; ter o bom senso de tributar todo o sucesso de suas conquistas, em qualquer área de sua vida, a Deus, evitando, dessa forma, problemas de ordem espiritual; finalmente, zelar pelo seu bom testemunho, como quem tem um tesouro precioso e quer conservá-lo a qualquer preço.
Se esse elenco de qualidades, que o Espírito Santo relacionou, através do apóstolo Paulo, fosse observado pelos homens que ocupam o cargo de pastor, não haveria razão para estarmos escrevendo este artigo. Afinal, essas orientações divinas estão na Bíblia há dois mil anos. Basta uma análise simples do texto, para concluir que um pastor que viva baseado nessas orientações terá a sua família vacinada e, portanto, imunizada, contra as terríveis doenças que estão corroendo muitas famílias pastorais e levando algumas à extinção. Muitos líderes podem dizer que é quase impossível atingir a qualidade de vida apresentada pelo Espírito Santo através de Paulo. Mas é falsa essa visão. O texto de I Tm 3:2-7 não foi escrito e recomendado para os anjos, mas, sim, para ser aplicado à vida de homens comuns, chamados para pastorear o rebanho de Deus. O padrão de qualidade exigido pelo Espírito Santo é uma meta a ser alcançada, através de uma vida determinada e disciplinada, pelo estudo sistemático da Palavra, pela comunhão com o Senhor, pela oração constante e pela confiança na graça e misericórdia de Deus.
A Bíblia ensina o caminho. Trata-se, portanto, apenas de se ter disposição para aprender e obedecer (Rm 15:4; Tg 1:22). Podemos então afirmar que o pastor é o responsável pelo rumo dado à sua família. Não há dúvida de que o trabalho exercido na função pastoral é extremamente árduo. Mas a constatação desse fato não exime o pastor de sua função de marido, pai, amigo, companheiro. Então, o que fazer? Em primeiro lugar, o pastor não pode esquecer que, na maioria dos casos, a esposa e os filhos não escolheram o cargo de “família de pastor”. A esposa, muitas vezes, sofre muito com o que as pessoas exigem dela, sentindo-se incapaz, às vezes, pela imaturidade ou pela falta de preparo para lidar com problemas de tão grande envergadura, como a condução de uma igreja. Outras vezes, ela se sente insegura, porque muito da carga familiar acaba sob sua responsabilidade, o que a deixa exausta. E aquele que um dia prometeu ser o seu amparo, proteção, confidente e companheiro das horas difíceis torna-se uma pessoa distante e fora do seu alcance.
Às vezes, ela vê o seu marido ser paciente com tantas pessoas, inclusive com ovelhas mulheres; observa que, por mais cansado que ele esteja, sempre tem um sorriso para os que o rodeiam e percebe que, na maioria das vezes, o encantamento dura até a hora que volta para casa, cansado e esgotado. A esposa é obrigada a se contentar com muito pouco, e, às vezes, não sobra nada mesmo, em termos de atenção e carinho. É natural que um sentimento de rejeição, frustração e ciúmes tome vulto, e uma esposa que seria uma excelente companheira acaba sentindo-se preterida e transformando-se num verdadeiro impedimento ao trabalho pastoral, porque ela vê na Igreja uma rival poderosa, com a qual não pode competir.
Da mesma forma, esse problema irá refletir na vida dos filhos, que se enchem de ciúmes ao verem o pai preocupado com o filho “de todo o mundo”, demonstrando isso através do abraço no filho de um irmão, da oração e do aconselhamento aos filhos dos outros, enquanto que, para os de casa, nunca sobra tempo, nem ao menos para uma conversa. Isso sem falar no “exemplo” de vida que é exigido deles, por serem filhos do pastor. Se, para o pastor, o ministério é árduo, para a sua família o é também. Alguns pastores, a pretexto de servirem a Deus e de desempenharem bem o seu trabalho na igreja, colocam a família em segundo plano ou simplesmente a omitem de seus projetos. Às vezes, visitam tanto o rebanho que acabam se tornando uma visita dentro de sua própria casa. O pastor que age dessa forma torna-se um estranho: desconhece os acontecimentos rotineiros da família e acaba sem autoridade para orientar, aconselhar, educar e tomar as decisões necessárias para o bom andamento da vida doméstica.
As necessidades de sua esposa e de seus filhos são por ele ignoradas. Outros pastores centralizam na sua pessoa o comando de todas as atividades da Igreja. O que acontece? Não sobra tempo para coisa alguma, absolutamente. São consumidos pelo ativismo. Não estamos defendendo a idéia de que o trabalho pastoral tem de deixar de ser feito por causa das necessidades da família. Não! A questão é esta: o pastor deve organizar-se de tal forma que possa ter ações equilibradas entre suas responsabilidades como pastor, como esposo e pai (Lc 11:42). O afastamento das obrigações familiares, por parte do pastor, pode representar, no futuro, o afastamento dos familiares de Deus. Ficará difícil, para uma criança, entender que Deus é amoroso e bondoso, quando vê que a pessoa mais importante do mundo para ela, que é o seu pai, não pode lhe dar atenção, atribuindo a falta de tempo ao “trabalho de Deus”. Muitas vezes, os filhos de pastor, vêem Deus como um concorrente desleal; afinal, ele “ganha” sempre! Esses pensamentos podem trazer deformações significativas na construção da vida espiritual dos membros da família.
O pastor que pensa na sua família, quando organiza sua agenda de trabalhos, com certeza, obterá melhores resultados no cumprimento de suas tarefas junto à igreja que pastoreia. Os fantasmas do fracasso, do desânimo, da desmotivação e tantos outros que possam surgir serão expulsos, porque o pastor conta com o apoio de uma família feliz e equilibrada, emocionalmente e espiritualmente. A família pode e deve ser um dos meios usados por Deus, pelo qual seu servo possa encontrar forças para desenvolver, a contento, as suas atividades pastorais. A família bem estruturada é uma fortaleza contra as tentativas diabólicas de destruir um ministério produtivo. O pastor deve cuidar de sua família com o mesmo zelo que lhe é exigido no cuidado com a Igreja. Deve separar tempo, a fim de oferecer atenção especial à esposa e aos filhos. São inúmeras as atividades que podem ser desenvolvidas em família, que, além de prevenirem os males, têm a capacidade de fazer milagres no relacionamento familiar. São coisas simples como um passeio (sem nenhuma finalidade específica) para tomar um sorvete ou andar, assistir um programa de televisão juntos, fazer uma refeição diferente da rotina da casa, comprar um presente para alguém, brincar com os filhos, contar histórias, fazer elogios sinceros, auxiliar o filho numa lição de casa, levá-lo para a escola, ajudar a esposa num serviço que ela esteja fazendo, e, principalmente, cultuar ao Senhor Deus na sua casa.
A esposa e os filhos precisam se sentir importantes na vida do esposo e do pai. Da mesma forma que, como pastor, ele não falta a um compromisso assumido com os irmãos, como esposo e pai, não deve, de forma alguma, deixar de cumprir os compromissos assumidos com a sua família. Esse papel de esposo e pai não deve ser encarado como mais uma obrigação, mas, sim, como uma experiência extremamente agradável e revigorante, pois faz parte dos planos de Deus para a família dos seus ungidos (Pv 5:18; Ec 9:9; I Pe 3:7). As sugestões oferecidas são simples de serem seguidas, mas não basta tomar conhecimento delas e nem achá-las corretas; o que se precisa fazer é praticá-las. Para se ter uma família unida e cooperadora, é preciso investir nela todos os dias. Uma família feliz não é fruto de um passe de mágica.
A paciência, a compreensão, a renúncia, o autocontrole, a oração e a comunhão são exercícios que devem ser praticados diariamente. É um trabalho feito com muito amor e que traz resultados certos. Uma família vivendo dentro dos princípios cristãos é o suporte para o desenvolvimento de um ministério sadio. Se as coisas em casa estiverem bem, o pastor resolverá com facilidade os problemas que certamente surgirão no seu ministério. O Salmo 128 diz que o homem que teme ao Senhor tem de ser feliz e ter uma família feliz também. É uma promessa de Deus a se cumprir na vida de todos os pastores e servos de Deus.
prMax Castro.Facebook

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

O CRENTE E O DÍVORCIO (DEBATE O GALILEU Parte 4)

O CRENTE E O DÍVORCIO (DEBATE O GALILEU Parte 3)

O CRENTE E O DÍVORCIO (DEBATE O GALILEU Parte 2)

O CRENTE E O DÍVORCIO (DEBATE O GALILEU Parte 1)

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

VOCÊ É UM MINISTRO DE VALOR

Valorização e Motivação do Ministro
Vivemos em um mundo de constante mudança, onde a velocidade destas chega a nos surpreender, devemos buscar a cada dia renovo espiritual e motivação para acompanhar esta dinâmica evolutiva. Isto nos faz necessário, pois o que percebemos na maioria das igrejas de nossa cidade é: a desvalorização e a falta de motivação, com isso, surpreenderam com a falta de compromisso dos membros. O que fazer mediante essas circunstâncias? De quem é o erro?
1. Reconheça o seu valor:
“ Não importa o que aconteceu ou o que vai acontecer, jamais perdemos nosso valor.”
Ainda que falhassem ou deixamos de realizar grandes projetos, não deixamos de sermos ungido de Deus. Continue e tente novamente.
2. Aceite o seu valor:
“Devemos aceitar a nossa qualidade”
Costumamos não aceitar o valor do que somos e queremos mudar aquilo que Deus nos fez. Trabalhar naquilo que não gostamos é complicado. Mas lembre-se, Deus conta com você nesta missão. Moisés não queria ser líder, mas Deus só contava com ele para libertar o povo do Egito. Seu nome tem que relacionar com suas qualidades:
Moisés (nome), Libertador (qualidade); João(nome), Batista (batizava) era sua qualidade; Jesus ( nome), Cristo (Ungido) era a qualidade do nosso Senhor.
No dicionário Aurélio a palavra “ Aceitar” = tomar para si. Portanto, tome para si aquilo que Deus te deu.
3. Acredite no seu valor
“O maior patrimônio que possuímos é a pessoa que somos”
Muitos ministros não acreditam naquilo que faz, estão inseguros, não aceitam, não acreditam, não tem sonhos e nem visão. Se deixarmos Deus tomar a frente do ministério, com certeza, seremos um grande campeão da fé. A atitude é nossa, mas o agir é de Deus. Jesus pagou o preço de sangue porque você tem valor, Ele pagou 100% do seu preço pra que tenhamos 100% da vitória em nome dEle.
4. Levem as pessoas além do que elas podem alcançar
“Faça pelos outros os que elas não podem fazer por si mesma”
Um Ministro que não atualiza seus conhecimentos fica na retaguarda. Ler nos traz conhecimento e respeito. Atualizar com esse mundo contemporâneo nos faz maduros e capazes. Não fiquem para traz,
ATUALIZE-SE.
Enriqueçam seu conhecimento
“ Se você sente que estudar é amargo, seja convícto que os frutos são doces”
Jesus tinha as palavras certas nas horas certas. Os grandes líderes convenciam através das palavras certas que estimulavam. Tenha a palavra certa no momento certo. Não se precipite!
Os Grandes líderes conheciam algo que os demais não conheciam.
Portanto não devemos sentir desvalorizados, somos valorizado pelo Senhor Jesus Cristo que pagou o preço por nós sem arrependimento.
Seja um CAMPEÃO NA FÉ e um MOTIVADOR em nome de Jesus. Pr. José Marcelo

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

DAVI, UM HOMEM DE DEUS

DAVI E O SEGUNDO GIGANTE

sábado, 13 de novembro de 2010

Gostei desta Rede Social, me inscrevi, se gostar também se inscreva

É uma grande Rede de Relacionamentos e outros. compras, vendas, renda.
http://www.rrsocial.com.br/u/pastoramerces

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

A Atitude é tudo?

VOCÊ FAZ A DIFERENÇA
John Maxwell

Você já ouviu alguém dizer: "Atitude é tudo"? Bem, parece ser verdade, mas infelizmente não é assim que as coisas funcionam.

Se você tivesse perguntado a mim sobre a importância da atitude há 20 anos atrás, eu teria dito: "Sua atitude é a única diferença entre o sucesso e o fracasso. Você é apenas um sonho longe do sucesso!". Naquela época, eu achava que, se você acreditasse, poderia alcançá-lo, e tudo o que tinha de fazer era dar um jeito para as coisas acontecerem.

Encontramos esse mesmo princípio presente em nossas igrejas, determinando a atitude de muitos cristãos. Ancorados em sua "atitude de fé", eles pensam ser capazes de fazer qualquer coisa: pregar, cantar, ensinar, ministrar, etc. Mas é ilusória a promessa de que atitude é tudo. Na verdade, se você acreditar que atitude é tudo, isso de fato poderá mais machucá-lo do que ajudá-lo. Se assim fosse, então a única coisa que separaria a minha carreira da de um cantor bem-sucedido seria eu acreditar que posso cantar. Mas, acredite, há outro fator que se interpõe em meu caminho: TALENTO. Você pode realmente desejar de todo o coração cantar para Deus, mas dificilmente chegará a ser um Marcos Witt, ganhador de dois prêmios Grammy. Você pode realmente desejar ser um pregador, mas talvez nunca chegue a ser como Billy Graham.

Então, há algum valor em ter uma boa atitude? Claro que sim! É a atitude que faz a diferença! Atitude não é tudo, mas pode fazer uma grande diferença em sua vida.

Marcos Witt, por exemplo, não somente dedicou-se ao estudo de piano e canto por anos para desenvolver seu talento, mas também teve atitudes que fizeram a diferença entre ele e os demais garotos que estudaram com ele no mesmo conservatório.

Você precisa descobrir o que a atitude pode e o que ela não pode fazer por você, e como você pode fazer dela uma qualidade para melhor servir onde você foi chamado. A atitude é como um sentimento interior que se expressa pelo comportamento exterior. As pessoas sempre projetam no exterior o que sentem no interior. Algumas pessoas tentam encobrir sua atitude e podem enganar os outros por um bom tempo. Mas essa "capa" não dura muito tempo. A atitude sempre vem à tona. Por isso, não importa quão talentoso você seja, sua atitude sempre revelará se você realmente deseja aplicar seus talentos para servir à causa de Cristo.

Sua atitude é como o pincel da mente; é ela que dá cor a cada aspecto de sua vida. Ela pode pintar tudo de cores claras e brilhantes, criando uma obra-prima, ou transformar tudo em algo escuro e sombrio. Você certamente conhece algum cristão inteligente e talentoso, que em lugar de acreditar que Deus pode usar sua vida para impactar sua nação, entregando-se de forma apaixonada e cheia de fé ao seu chamado, prefere enterrar-se em uma atitude conformista. Também conhece o irmão cheio de fé e entusiasmo, que sem qualquer habilidade esforça-se para impactar essa mesma nação. Raro é encontrar o cristão que usa seus talentos para impactar a nação, motivado por uma atitude de fé e ousadia.

Antes de começar a questionar por que vemos atitudes tão diferentes entre nós, lembre-se: todos somos diferentes. Cada pessoa nasce como um ser único. Todos somos tão diferentes quanto nossas impressões digitais. Até gêmeos que são geneticamente idênticos têm personalidades distintas. E seu tipo de personalidade, seu "jeito natural", tem influência direta sobre sua atitude. Mas isso não quer dizer que você esteja preso à sua personalidade, de maneira alguma. Mas sua atitude certamente sofrerá o impacto dela.

Sua atitude pode ser determinada por diferentes fatores,
tais como sua personalidade, o ambiente ao qual você foi exposto enquanto crescia, palavras positivas ou negativas que você pode ter ouvido ao longo de sua vida, a imagem que você tem de si mesmo, sua maneira de pensar, e as escolhas que você faz.

Portanto, para mudar sua atitude, você precisa trabalhar essas áreas em sua vida, pois é a atitude que separa os melhores do restante. É ela que separa o medalhista de ouro do medalhista de prata nas olimpíadas; é ela que separa o empresário de sucesso daquele que não tem sucesso; é ela que faz a diferença entre aqueles que levantam suas mãos durante o apelo na pregação do domingo, e os que voltam para suas casas da mesma maneira; é ela que faz a diferença entre os que se sentam nos bandos das igrejas por anos a fio, apenas recebendo, e os que se levantam para dar suas vidas em prol do Reino.

É a atitude que separa o jovem rico, do cego sentado à beira do caminho.

A atitude não pode fazer tudo sozinha, mas irá ajudá-lo a superar obstáculos enquanto você procura aperfeiçoar seus talentos. Para mudar sua vida, você deve optar por assumir a responsabilidade por sua atitude e fazer o possível para que suas escolhas sejam bem sucedidas.

Sua atitude realmente pode vir a fazer diferença. Só depende de você.


John Maxwell - um dos maiores especialistas do mundo em liderança. Em 1985, ele fundou a Injoy, empresa que oferece consultoria sobre liderança e ética profissional a várias corporações norte-americanas. Com mais de trinta livros escritos (muitos dos quais incluídos em listas de mais vendidos de jornais e revistas de prestígio, como The New York Times, USA Today, Wall Street Journal e Business Week), Maxwell também encontra tempo para o ministério pastoral. Aliás, é nos ensinamentos bíblicos que o autor encontra a fonte de sua filosofia de trabalho, baseada na máxima segundo a qual "tudo começa e termina na liderança".

Sonico

Sonico: VEJA O VÍDEO: COMO SE NO HOUVESSE TIEMPO, VOY A VIVIR

Sonico

Sonico
CRISTÃOS MADUROS ESPERANDO OU VIVENDO UM GRANDE AMOR

domingo, 31 de outubro de 2010

E NÃO VOS EMBRIAGUEIS COM VINHO...MAS ENCHEI-VOS DO ESPÍRITO

Enchei-vos do espírito

EFÉSIOS  5.18
"E não vos embriagueis com vinho ... mas enchei-vos do Espírito"


Aqui somos orientados a evitar o que nos prejudica e chegar àquilo que noz faz bem.

Trata-se de algo mais do que mera embriaguez,Paulo se refere provavelmente a uma forma orgiástica de adoração, tal qual praticada no culto a Dionízio (baco) o deus do vinho. O ritual seguia vários estágios de embriaguez, tidos como incorporações da divindade nos participantes, inspirando profecia, dança frenética e música.
Para evitar a embriaguez, devemos ficar longe da bebida (Provérbios 23.31),

A BÍBLIA DIZ QUE HÁ 3 TIPOS DE PESSOAS:

 
 Agora vamos fazer uma inversão;
A natural: ela desconhece a Cristo, para ela tudo é natural
A carnal; ela conheceu a Cristo e o deixa e começa a beber:
Que bebida? ... a cerveja? O uísque? O vinho? A vodka? O conhaque? Etc....
Pior que isto:. O vinho da mentira, O vinho da divisão, O vinho da idolatria, O vinho da feitiçaria, O vinho da incredulidade, O vinho da insanidade, O vinho da pratica sexual ( fornicação, adultério e prostituição), O vinho da ira, O vinho da discórdia, O vinho do ciúme, O vinho da glutonaria, O vinho da bebedice, O vinho das facções, O vinho da impureza, O vinho da lascívia e O vinho da inimizade,etc...

O Homem Carnal não pode experimentar a vida cristã abundante e frutífera
. O Homem carnal confia em seus próprios esforços para viver a vida cristã:
. Tem uma experiência espiritual cheia de altos e baixos
. Não entende a si mesmo - deseja fazer o que é certo, mas não consegue.

O Homem espiritual tem uma vida cristã abundante e frutífera
. Disse Jesus: ".............Eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente." João 10.10
. Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto; pois sem mim, nada podeis fazer." João 15.5
. Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra" Atos 1.8

Você pode ser cheio do Espírito Santo agora mesmo, se você:. Desejar sinceramente ser controlado e fortalecido pelo Espírito Santo (Mateus 5:6; João 7:37-39).
. Confessar os seus pecados. Pela fé agradeça a Deus o fato de lhe haver perdoado todos os pecados - passados, presentes e futuros - porque Cristo morreu por você (Colossenses 2:13-15; 1 João 1; 2:1-3; Hebreus10:1-17).
. Apresente a sua vida a Deus (Romanos 12:1-2).
• Pela fé tome posse da unção do Espírito Santo, de acordo com:

1. A Ordem de Deus - Seja cheio do Espírito Santo. "E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito" (Efésios 5:18)
2. A Promessa de Deus - Ele responderá quando orarmos de acordo com Sua vontade. "E esta é a confiança que temos Nele, que, se perdirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que lhe fizemos". (1 João 5.14,15)
Conselho de Pastores, Teólogos do Brasil e Exterior
NATURAL,  ESPIRITUAL, CARNAL
A natural:
(aquela que ainda não recebeu a Cristo)

"O homem que não tem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, pois lhe são loucura; e não é capaz de entendê-las, porque elas são discernidas espiritualmente" (1 Coríntios 2:14)
VIDA CONTROLADA PELO "EU"
O "EU" no centro da vida e CRISTO do lado de fora da vida. Ações e atitudes controladas pelo "EU" , resultando em discórdias e frustrações.

A espiritual:
(aquela recebeu a Cristo e tem a sua vida dirigida pelo Espírito de Deus)

O homem espiritual julga todas as coisas, mas ele mesmo não é julgado por ninguém. Pois quem conheceu a mente de Senhor, que o possa instruir.. Nós porém temos a mente de Cristo" 1 Corintios 2.15,16).

VIDA CONTROLADA POR CRISTO
CRISTO no centro da vida e O "EU" fora do centro.Ações a atitudes controladas por CRISTO, resultando em harmonia com o plano de Deus.

A carnal:
(aquela que já recebeu a Cristo, mas vive em derrota, porque confia em seus próprios esforços para viver a vida cristã)

E eu irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo. Com leite vos criei e não com manjar, porque ainda não podíeis, nem tampouco ainda agora podeis, porque ainda sois carnais, pois havendo entre vós invejas, contendas e dissenções, não sois, porventura, carnais e não andais segundo os homens? 1 Coríntios 3.1 a 3.
VIDA CONTROLADA PELO "EU"
O "EU" entronizado e CRISTO destronado.Ações e atitudes controladas pelo "EU", resultando em discórdias e frustrações.

sábado, 25 de setembro de 2010

CAIXINHAS DE PROMESSAS BÍBLICAS

 RECADO DE DEUS PARA TODOS NÓS QUE SOMOS SEUS FILHOS: BUSQUEM LER E ESTUDAR A PALAVRA DE DEUS;  POIS A MENSAGEM É VIVA E PODEROSA E CORTA MAIS DO QUE QUALQUER ESPADA AFIADA DOS DOIS LADOS, ELA VAI ATÉ O LUGAR MAIS FUNDO DA ALMA E DO ESPÍRITO, VAI ATÉ O ÍNTIMO DE CADA PESSOA  E JULGA OS DESEJOS E PENSAMENTOS DOS CORAÇÕES HUMANOS. Hebr.4.12

http://www.evelynsplace.kit.net/caixinhadepromessas.htm

AMAR " SOLAMENTE" NÃO BASTA - SAÚDE DO ESPIRITO, ALMA E CORPO

AMAR " SOLAMENTE" NÃO BASTA - SAÚDE DO ESPIRITO, ALMA E CORPO

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

A ORAÇÃO SERVE PARA ALGUMA COISA?

A pergunta é capciosa, não há dúvida, mas válida se considerarmos que vivemos numa época onde impera o funcional e o pragmático. Hoje não há tempo para o incerto e o intangível. O mistério do divino foi ocultado por nosso racionalismo funcional. Por isso, nos perguntam: Por que crer no céu como solução para os enormes problemas da terra? Não haverá meios mais eficazes e decisivos para acabar com as situações indignas do ser humano? Em outras palavras: 
Podemos orar e estar seguros de que serve para alguma coisa?

Estas são inquietações honestas que surgem, sobretudo, ao se olhar a realidade angustiante de nosso mundo. A fome, a pobreza, a corrupção, a violência e a exclusão social, entre outros problemas, nos desesperam e nos conduzem a buscar soluções práticas, nas quais não se concede lugar algum à oração. Este ceticismo se percebe, inclusive, frequentemente entre cristãos que trabalham a favor da transformação humana e do bem-estar integral dos demais. Um ceticismo que, em alguns casos, transforma a fé em ativismo e a esperança em messianismo humano. A vida e os ensinamentos de Jesus nos recordam da centralidade da oração. Para ele, a oração era a forma de se manter em contato permanente com o Pai, de submeter-se ao escrutínio de Sua vontade e de receber a inspiração para continuar anunciando e tornando presente a realidade do Reino de Deus e da sua justiça. Jesus orava em privado, em público e muitas vezes se unia a seus discípulos para praticar a oração comunitária. Sempre cuidou para não cair nos riscos da oração ritualista, carente de sentido e ação, como era a oração dos religiosos do seu tempo. Lembrou aos fariseus de que suas longas orações não serviam para nada — eram apenas uma desculpa a mais para sua religiosidade carente de justiça e misericórdia para com o próximo.Mas, serve para alguma coisa? Não serve de nada quando se desliga do compromisso cotidiano com a causa do Reino de Deus e quando se divorcia da vida e da história. Não é cristã a devoção que se separa da ética. Kant, o célebre filósofo alemão, já assinalava que o ser humano se eximia de atuar moralmente orando. Por isso, a oração era, para ele, literalmente mera estupidez. A oração de nada serve, sejamos sinceros, quando paralisa as ações e justifica a falta de compromissos. De nada serve quando aliena a existência e serve como desculpa para a injustiça. A isso se referia Jesus quando disse: “Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês devoram as casas das viúvas e, para disfarçar, fazem longas orações... (Mateus 23:14). Suas orações, ainda que longas e eloquentes, não eram mais que palavrórios mal intencionados para ocultar o despojo. Daí, a dureza com que Jesus as condenou. Mas serve para muita coisa, e parece crucial, quando vai unida à ação e quando se integra na totalidade de nossa vida cristã; quando é súplica sincera que busca conhecer a vontade do Pai e quando conduz ao compromisso efetivo com essa vontade revelada. Jesus orava: “…contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres” (Mateus 26:39). Desse modo, devemos ressaltar o binômio oração-ação para que nossas orações não fiquem na retórica litúrgica mas que conduzam ao cumprimento da vontade de Deus no mundo. Mas para que nossas ações, por mais esforçadas e nobres que sejam, também não se convertam em ativismo insignificante, onde Deus — o “totalmente outro” — fique ausente e eliminemos assim a possibilidade do sentido de nosso compromisso como cristãos. Orar e não agir é tão errado como agir sem orar. Oração e ação são um casal que não deveríamos divorciar; para que nossas orações sirvam para alguma coisa e para que nossas ações levem a algum lugar. A chave volta a estar na velha regra monástica Ora et labora, como ensinava São Bento.
 
Harold Segura é teólogo, escritor e coordenador de Compromisso Cristão da Visão Mundial para a América Latina e Caribe. Foi um dos oito observadores não católicos na V Conferência Geral do Episcopado Latino-americano e Caribenho, realizada em Aparecida, SP, em 2007. É colombiano mas mora há alguns anos em San José, Costa Rica.

  pastoramerces@gmail.com

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

FOI POR MIM, FOI POR VOCÊ!

morte

Sonico. MINHA PÁGINA pública e COMUNIDADE

Sonico.
http://sonico.com/pastoramerces1954
Comunidade: CRISTÃOS MADUROS ESPERANDO OU VIVENDO UM GRANDE AMOR

sábado, 11 de setembro de 2010

FAÇA GUERRA (John Piper)

domingo, 5 de setembro de 2010

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

CRISTÃOS NA COVA DOS LEÕES

sábado, 28 de agosto de 2010

LÍDERES-OBREIROS APROVADOS POR JESUS CRISTO: Visualizar "EXISTIRÁ DOR MAIOR DO QUE A QUE ELE SENTIU?"

LÍDERES-OBREIROS APROVADOS POR JESUS CRISTO: Visualizar "EXISTIRÁ DOR MAIOR DO QUE A QUE ELE SENTIU?"

EXISTIRÁ DOR MAIOR DO QUE A QUE ELE SENTIU?

EXISTIRÁ DOR MAIOR DO QUE A QUE ELE SENTIU?

Médico descreve sofrimento de Jesus Cristo na cruz:

Sou um cirurgião, e dou aulas há algum tempo. Por treze anos vivi em companhia de cadáveres e durante a minha carreira estudei anatomia a fundo. Posso portanto, escrever sem presunção a respeito de morte como aquela.

Jesus entrou em agonia no Getsêmani e seu suor tornou-se como gotas de sangue a escorrer pela terra. O único evangelista que relata o fato é um médico, Lucas.

E o faz com a decisão de um clínico. O suar sangue, ou "hematidrose", é um fenômeno raríssimo. É produzido em condições excepcionais. Para provocá-lo é necessário uma fraqueza física, acompanhada de um abatimento moral violento causado por uma profunda emoção, por um grande medo.

O terror, o susto, a angústia terrível de sentir-se carregando todos os pecados dos homens devem ter esmagado Jesus.

Tal tensão extrema produz o rompimento das finíssimas veias capilares que estão sob as glândulas sudoríparas, o sangue se mistura ao suor e se concentra sobre a pele, e então escorre por todo o corpo até a terra.

Conhecemos a farsa do processo preparado pelo Sinédrio hebraico, o envio de Jesus a Pilatos e o desempate entre o procurador romano e Herodes.

Pilatos cede, e então ordena a flagelação de Jesus. Os soldados despojam Jesus e o prendem pelo pulso a uma coluna do pátio. A flagelação se efetua com tiras de couro múltiplas sobre as quais são fixadas bolinhas de chumbo e de pequenos ossos.

Os carrascos devem ter sido dois, um de cada lado, e de diferente estatura. Golpeiam com chibatadas a pele, já alterada por milhões de microscópicas hemorragias do suor de sangue. A pele se dilacera e se rompe, o sangue espirra. A cada golpe Jesus reage em um sobressalto de dor.

As forças se esvaem; um suor frio lhe impregna a fronte, a cabeça gira em uma vertigem de náusea, calafrios lhe correm ao longo das costas. Se não estivesse preso no alto pelos pulsos, cairia em uma poça de sangue. Depois o escárnio da coroação. Com longos espinhos, mais duros que os de acácia, os algozes entrelaçam uma espécie de capacete e o aplicam sobre a cabeça. Os espinhos penetram no couro cabeludo fazendo-o sangrar (os cirurgiões sabem o quanto sangra o couro cabeludo).

Pilatos, depois de ter mostrado aquele homem dilacerado à multidão feroz, o entrega para ser crucificado. Colocam sobre os ombros de Jesus o grande braço horizontal da Cruz; pesa uns cinqüenta quilos. A estaca vertical já está plantada sobre o Calvário. Jesus caminha com os pés descalços pelas ruas de terreno irregular, cheias de pedregulhos. Os soldados o puxam com as cordas. O percurso, é de cerca de 600 metros. Jesus, fatigado, arrasta um pé após o outro, freqüentemente cai sobre os joelhos. E os ombros de Jesus estão cobertos de chagas.

Quando ele cai por terra, a viga lhe escapa, escorrega, e lhe esfola o dorso.

Sobre o Calvário tem início a crucificação. Os carrascos despojam o condenado, mas a sua túnica está colada nas chagas e tirá-la produz dor atroz. Quem já tirou uma atadura de gaze de uma grande ferida percebe do que se trata. Cada fio de tecido adere à carne viva: ao levarem a túnica, se laceram as terminações nervosas postas em descoberto pelas chagas.

Os carrascos dão um puxão violento. Há um risco de toda aquela dor provocar uma síncope, mas ainda não é o fim.

O sangue começa a escorrer. Jesus é deitado de costas, as suas chagas se incrustam de pó e pedregulhos. Depositam-no sobre o braço horizontal da cruz. Os algozes tomam as medidas.

Com uma broca, é feito um furo na madeira para facilitar penetração dos pregos.

Os carrascos pegam um prego (um longo prego pontudo e quadrado), apoiam-no sobre o pulso de Jesus, com um golpe certeiro de martelo o plantam e o rebatem sobre a madeira.

Jesus deve ter contraído o rosto assustadoramente. O nervo mediano foi lesado.

Pode-se imaginar aquilo que Jesus deve ter provado; uma dor lancinante, agudíssima, que se difundiu pelos dedos, e espalhou-se pelos ombros, atingindo o cérebro.

A dor mais insuportável que um homem pode provar, ou seja, aquela produzida pela lesão dos grandes troncos nervosos: provoca uma síncope e faz perder a consciência.

Em Jesus não. O nervo é destruído só em parte: a lesão do tronco nervoso permanece em contato com o prego: quando o corpo for suspenso na cruz, o nervo se esticará fortemente como uma corda de violino esticada sobre a cravelha. A cada solavanco, a cada movimento, vibrará despertando dores dilacerantes. Um suplício que durará três horas.

O carrasco e seu ajudante empunham a extremidade da trava; elevam Jesus, colocando-o primeiro sentado e depois em pé; conseqüentemente fazendo-o tombar para trás, o encostam na estaca vertical. Depois rapidamente encaixam o braço horizontal da cruz sobre a estaca vertical. Os ombros da vítima esfregam dolorosamente sobre a madeira áspera.

As pontas cortantes da grande coroa de espinhos penetram o crânio. A cabeça de Jesus inclina-se para frente, uma vez que o diâmetro da coroa o impede de apoiar-se na madeira. Cada vez que o mártir levanta a cabeça, recomeçam pontadas agudas de dor.

Pregam-lhe os pés. Ao meio-dia Jesus tem sede. Não bebeu desde a tarde anterior. Seu corpo é uma máscara de sangue. A boca está semi-aberta e o lábio inferior começa a pender. A garganta, seca, lhe queima, mas ele não pode engolir. Tem sede. Um soldado lhe estende sobre a ponta de uma vara, uma esponja embebida em bebida ácida, em uso entre os militares.

Tudo aquilo é uma tortura atroz. Um estranho fenômeno se produz no corpo de Jesus. Os músculos dos braços se enrijecem em uma contração que vai se acentuando: os deltóides, os bíceps esticados e levantados, os dedos, se curvam. É como acontece a alguém ferido de tétano. A isto que os médicos chamam tetania, quando os sintomas se generalizam: os músculos do abdômen se enrijecem em ondas imóveis, em seguida aqueles entre as costelas, os do pescoço, e os respiratórios. A respiração se faz, pouco a pouco mais curta. O ar entra com um sibilo, mas não consegue mais sair. Jesus respira com o ápice dos pulmões. Tem sede de ar: como um asmático em plena crise, seu rosto pálido pouco a pouco se torna vermelho, depois se transforma num violeta purpúreo e enfim em cianítico.

Jesus é envolvido pela asfixia. Os pulmões cheios de ar não podem mais esvaziar-se. A fronte está impregnada de suor, os olhos saem fora de órbita. Mas o que acontece? Lentamente com um esforço sobre-humano, Jesus toma um ponto de apoio sobre o prego dos pés. Esforça-se a pequenos golpes, se eleva aliviando a tração dos braços. Os músculos do tórax se distendem. A respiração torna-se mais ampla e profunda, os pulmões se esvaziam e o rosto recupera a palidez inicial.

Por que este esforço? Porque Jesus quer falar: "Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem". Logo em seguida o corpo começa afrouxar-se de novo, e a asfixia recomeça.

Foram transmitidas sete frases pronunciadas por ele na cruz: cada vez que quer falar, deverá elevar-se tendo como apoio o prego dos pés. Inimaginável!

Atraídas pelo sangue que ainda escorre e pelo coagulado, enxames de moscas zunem ao redor do seu corpo, mas ele não pode enxotá-las. Pouco depois o céu escurece, o sol se esconde: de repente a temperatura diminui. Logo serão três da tarde, depois de uma tortura que dura três horas. Todas as suas dores, a sede, as cãibras, a asfixia, o latejar dos nervos medianos, lhe arrancam um lamento:

"Deus meu, Deus me, por que me desamparastes?"

Jesus grita:

"Está consumado!". Em seguida num grande brado diz: "Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito". E morre... Em meu lugar... e no seu!

(Dr. Barbet, médico francês)

SITE: http://www.picarelli.com.br/

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Blog de "Pastora Mérces" FALANDO! - Windows Live

Blog de "Pastora Mérces" FALANDO! - Windows Live

orkut - Meu perfil

orkut - Meu perfil
SEJA MEU AMIGO(A) NO ORKUT
Tenha uma grandiosa e abençoada semana.
Pastora MÉRCES

PROJETO PAUL WASHER

Projeto Paul Washer

YouTube - Projeto Paul Washer

http://www.youtube.com/v/Zp-zuuwrIII?fs=1&hl=pt_BR"> < / param> http://www.youtube.com " / V / ZP- zuuwrIII ? fs = 1 & hl = pt_BR "tipo = "application / x- shockwave -flash allowScriptAccess = " sempre allowFullScreen = " "width = true "480 "height =" 385 "> < / embed > < / object>

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

NÃO CONHECEMOS O EVANGELHO DE JESUS CRISTO


PREGADOR: PAUL WASHER
AMADO PASTOR E LÍDER DA IGREJA DE CRISTO:
VEJA ESTE VÍDEO, E DEIXE O SENHOR FALAR CONTIGO.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

O PEREGRINO (CENAS DO FILME)


ASSISTA O EXCELENTE FILME: O PEREGRINO Uma Jornada para o céu.
ESTE FILME LEVA-NOS A REFLETIR SOBRE NOSSAS LIDERANÇAS.Pra.Mérces. http://twitter.com/pastoramerces

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

quinta-feira, 29 de julho de 2010

quarta-feira, 21 de julho de 2010

ESTABA PENSANDO EN TI (cancion de sara torres)

ESTABA PENSANDO EN TI MI HIJO

ESTABA PENSANDO EN TI



EL SEÑIOR JESU CRISTO AMA Y SIEMPRE PIENSA EN TUS HIJOS! pastora Mérces.

Sonico

Sonico

segunda-feira, 19 de julho de 2010

SAÚDE DO ESPIRITO, ALMA E CORPO - "Desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas 'saúde' "3 jo 1.2

SAÚDE DO ESPIRITO, ALMA E CORPO - "Desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas 'saúde' "3 jo 1.2

"O GOVÊRNO ESTÁ SOBRE OS SEUS OMBROS ; E O SEU SERÁ: MARAVILHOSO, CONSELHEIRO, DEUS FORTE, PAI DA ETERNIDADE, PRÍNCIPE DA PAZ! (Isaias 9.6.b)

domingo, 18 de julho de 2010

PASTORA MÉRCES (pastoramerces) on Twitter

PASTORA MÉRCES (pastoramerces) on Twitter

VEJA ASSUNTOS INTERESSANTES! ASSINE SEGUINDO ESTE SITE. É MUITO SIMPLES. DEUS TE ABENÇOE

segunda-feira, 5 de julho de 2010

CRISTÃOS MADUROS ESPERANDO OU VIVENDO UM GRANDE AMOR - Interesse Geral - Família

CRISTÃOS MADUROS ESPERANDO OU VIVENDO UM GRANDE AMOR - Interesse Geral - Família

SEDE PRATICANTE DA PALAVRA, E NÃO APENAS OUVINTE!

Pois se alguém é ouvinte da palavra e não
cumpridor, é semelhante a um homem que
contempla no espelho o seu rosto natural.
Tiago 1:23

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Facebook | Pastora Mérces

Facebook | Pastora Mérces
INTERESSANTE: VEJA O MANUAL DO BOM PERDEDOR.

Tenha uma maravilhosa tarde com as bençaos do Senhor.
LEMBRE-SE: "BENDITA É A NAÇAO CUJO DEUS É O SENHOR".

quinta-feira, 24 de junho de 2010

CRISTÃOS MADUROS ESPERANDO OU VIVENDO UM GRANDE AMOR

Sonico

VEJAM OS VÍDEOS QUE TEMOS. "VALE A PENA".

Você está convido a participar desta Comunidade!

YouTube - Canal de pastoramerces

YouTube - Canal de pastoramerces

quinta-feira, 17 de junho de 2010

EU TENHO UM CHAMADO! YouTube

terça-feira, 15 de junho de 2010

YouTube - Canal de pastoramerces

YouTube - Canal de pastoramerces

TUA GRAÇA ME BASTA

http://www.youtube.com/watch?v=LAFYjqbjSRI

#p/a/f/0/LAFYjqbjSRI#p/a/f/1/f6mIbEX2fXk

#p/a/f/0/LAFYjqbjSRI#p/a/f/1/f6mIbEX2fXk

terça-feira, 8 de junho de 2010

Minha página - SAÚDE DO ESPIRITO, ALMA E CORPO

Minha página - SAÚDE DO ESPIRITO, ALMA E CORPO
DIVERSOS ASSUNTOS Q VOCÊ IRA GOSTAR.
BOA NOITE NA PAZ DO SENHOR!

segunda-feira, 7 de junho de 2010

sábado, 5 de junho de 2010

UNIDADE. Trabalho em grupo

sexta-feira, 4 de junho de 2010

domingo, 30 de maio de 2010

CADÊ O MEU AMADO(A) IDENTIFIQUE-SE AQUI: - CRISTÃOS MADUROS ESPERANDO OU VIVENDO UM GRANDE AMOR

CADÊ O MEU AMADO(A) IDENTIFIQUE-SE AQUI: - CRISTÃOS MADUROS ESPERANDO OU VIVENDO UM GRANDE AMOR

BOM DIA!!! TE CONVIDO: FAÇA PARTE DESTA COMUNIDADE QUE
DEUS ME DEU. TENHA UMA MARAVILHOSA E ABENÇOADA SEMANA. pastora Mérces.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

ENCORAJAMENTO PARA PASTORES E LÍDERES CRISTÃOS EM GERAL

ENCORAJAMENTO PARA PASTORES

Este é um lugar preparado especialmente para você que tem dado a sua vida em prol do evangelho da graça de Deus. Você tem dado o seu melhor, porém, eu estou consciente de que eventualmente lhe vêm pesadas sombras de dúvidas em seu coração, quando você se pergunta se apenas o seu melhor será o suficiente para enfrentar mais esse gigante que está a sua frente.

Eu gostaria de sugerir que, nesse momento, você fizesse uma breve pausa nesta leitura, desse uma boa espreguiçada, esticando os seus braços para o alto, desse um suspiro profundo - pelo menos duas ou três vezes - e lesse com atenção essas breves linhas:
Na última Olimpíada de 1996 que teve lugar em Atlanta, na Geórgia, certamente que houve momentos memoráveis, os quais ficarão registrados nos anais do momento máximo do esporte mundial.

Um dos pontos altos dessa última competição teve como personagem a jovem americana Kerri Strug, vencedora da equipe de ginástica, representando o seu país.

Durante um dos seus voleios sobre a barra, ela sofreu uma séria contusão no tornozelo esquerdo. A dor era intensa e quase que insuportável; porém, com uma determinação de ferro, ela foi em frente até ao último minuto da sua apresentação, consciente de que deveria fazer aquilo para o qual fora convocada a fazer.

Na conclusão do seu último voleio, a jovem desmaiou de tanta dor e teve que ser carregada, a fim de receber o prêmio mais cobiçado de toda a competição. Suas palavras, após o recebimento da medalha de ouro, foram estas: "Eu simplesmente coloquei na minha mente que tinha que prosseguir até o final. Eu não poderia desistir naquele momento. A dor era intensa e na minha mente eu ensaiava dizendo: só falta mais um voleio, eu posso conseguir, eu posso conseguir...!"

Mary Lou Retton, outra atleta notável e também vencedora de várias medalhas de ouro nas Olimpíadas de 1984, escreveu um artigo no jornal "USA Today" sobre a conquista de Kerri.
Ela aplaudiu a determinação da jovem ginasta e fez o seguinte comentário: "Em 1984, seis semanas antes dos jogos de Los Angeles, eu tive uma cirurgia, a fim de reparar uma contusão no meu tornozelo esquerdo. Prá mim, fazer uma exibição de ginástica, envolvida em meio a grande dor física, já fazia parte constante de minhas competições.

Lembre-se que para a maioria dos atletas a dor é uma parte inerente ao processo. Essas meninas que competiram em Atlanta trabalharam a maior parte das suas vidas para chegar até aquele momento. A dor não irá impedi-las de alcançar o seu alvo porque a dor já faz parte daquela jornada.

O ministério cristão é muito semelhante a um evento atlético. Ouça essas palavras... "Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus.

Considerai, pois, atentamente, aquele que suportou tamanha oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos fatigueis, desmaiando em vossa alma" (Hebreus 12:1-3).

Duas vezes o texto faz referência ao que Jesus "suportou." Paulo, escrevendo a Timóteo, o exorta dizendo: "Participa dos meus sofrimentos, como bom soldado de Cristo Jesus" (II Timóteo 2:3).

As Escrituras, ao longo de todo o seu contexto, está repleta de exemplos e de ilustrações de indivíduos que encararam dificuldades e aceitaram as dificuldades em seus ministérios dedicados ao Senhor. Alguns deles foram especificamente mencionados pelo nome, em Hebreus 11. Por exemplo... "Moisés...recusou ser chamado filho da filha de Faraó, preferindo ser maltratado junto com o povo de Deus a usufruir prazeres transitórios do pecado." (Hebreus 11:25).

Outros, ainda "...fecharam a boca de leões, extinguiram a violência do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram força, fizeram-se poderosos em guerra, puseram em fuga exércitos de estrangeiros.

Mulheres receberam, pela ressurreição, os seus mortos. Alguns foram torturados... outros, por sua vez, passaram pela prova de escárnios e açoites, sim, até de algemas e prisões. Foram apedrejados, provados, serrados pelo meio, mortos a fio de espada; ... necessitados, afligidos, maltratados (Hebreus 11:32-38).

Possivelmente, após ler esta lista de dificuldades, os seus problemas talvez já nem pareçam tão grandes ou mesmo pesados como há alguns momentos atrás. Permita-me concluir com um poema de um autor desconhecido, o qual, porém, tem falado sempre ao meu coração em tempos de desencorajamento:

Não desista!

Quando as coisas não vão bem, como pode acontecer,
Quando a estrada só vai para cima e nunca parece descer,
Quando o dinheiro é pouco, e as dívidas como o mar,
Quando se quer sorrir, mas só se pode chorar,
Quando há cuidados que nos querem oprimir,
É preciso descansar, mas nunca desistir!

Com suas reviravoltas, a vida vai correndo E todos nós acabamos aprendendo Que muitos dos nossos erros poderiam ser evitados Se tivéssemos persistido e não desanimado.

Não desista então, mesmo que a coisa não caminhe,
Você pode vencer, com só mais uma forcinha!
Sucesso não passa de fracasso às avessas,
É o brilho que se vê ao redor das nuvens mais espessas.
Você nunca sabe se está prestes o seu alvo de atingir,
Pode estar chegando, embora não o possa discernir;
Portanto, continue lutando quando a dura luta chegar,
Quando tudo parece pior é que você não pode desanimar!

Autor Desconhecido
Tradução J.W. Faustini, 1996
Continue encorajado na abundante obra do Senhor, sabendo que o seu trabalho não está sendo em vão!

LÍDERES-OBREIROS APROVADOS POR JESUS CRISTO: ENCORAJAMENTO PARA PASTORES E LÍDERES EM GERAL

LÍDERES-OBREIROS APROVADOS POR JESUS CRISTO: ENCORAJAMENTO PARA PASTORES E LÍDERES EM GERAL

ENCORAJAMENTO PARA PASTORES E LÍDERES EM GERAL

ENCORAJAMENTO PARA PASTORES

Este é um lugar preparado especialmente para você que tem dado a sua vida em prol do evangelho da graça de Deus. Você tem dado o seu melhor, porém, eu estou consciente de que eventualmente lhe vêm pesadas sombras de dúvidas em seu coração, quando você se pergunta se apenas o seu melhor será o suficiente para enfrentar mais esse gigante que está a sua frente.

Eu gostaria de sugerir que, nesse momento, você fizesse uma breve pausa nesta leitura, desse uma boa espreguiçada, esticando os seus braços para o alto, desse um suspiro profundo - pelo menos duas ou três vezes - e lesse com atenção essas breves linhas:
Na última Olimpíada de 1996 que teve lugar em Atlanta, na Geórgia, certamente que houve momentos memoráveis, os quais ficarão registrados nos anais do momento máximo do esporte mundial.

Um dos pontos altos dessa última competição teve como personagem a jovem americana Kerri Strug, vencedora da equipe de ginástica, representando o seu país.

Durante um dos seus voleios sobre a barra, ela sofreu uma séria contusão no tornozelo esquerdo. A dor era intensa e quase que insuportável; porém, com uma determinação de ferro, ela foi em frente até ao último minuto da sua apresentação, consciente de que deveria fazer aquilo para o qual fora convocada a fazer.

Na conclusão do seu último voleio, a jovem desmaiou de tanta dor e teve que ser carregada, a fim de receber o prêmio mais cobiçado de toda a competição. Suas palavras, após o recebimento da medalha de ouro, foram estas: "Eu simplesmente coloquei na minha mente que tinha que prosseguir até o final. Eu não poderia desistir naquele momento. A dor era intensa e na minha mente eu ensaiava dizendo: só falta mais um voleio, eu posso conseguir, eu posso conseguir...!"

Mary Lou Retton, outra atleta notável e também vencedora de várias medalhas de ouro nas Olimpíadas de 1984, escreveu um artigo no jornal "USA Today" sobre a conquista de Kerri.
Ela aplaudiu a determinação da jovem ginasta e fez o seguinte comentário: "Em 1984, seis semanas antes dos jogos de Los Angeles, eu tive uma cirurgia, a fim de reparar uma contusão no meu tornozelo esquerdo. Prá mim, fazer uma exibição de ginástica, envolvida em meio a grande dor física, já fazia parte constante de minhas competições.

Lembre-se que para a maioria dos atletas a dor é uma parte inerente ao processo. Essas meninas que competiram em Atlanta trabalharam a maior parte das suas vidas para chegar até aquele momento. A dor não irá impedi-las de alcançar o seu alvo porque a dor já faz parte daquela jornada.

O ministério cristão é muito semelhante a um evento atlético. Ouça essas palavras... "Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus.

Considerai, pois, atentamente, aquele que suportou tamanha oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos fatigueis, desmaiando em vossa alma" (Hebreus 12:1-3).

Duas vezes o texto faz referência ao que Jesus "suportou." Paulo, escrevendo a Timóteo, o exorta dizendo: "Participa dos meus sofrimentos, como bom soldado de Cristo Jesus" (II Timóteo 2:3).

As Escrituras, ao longo de todo o seu contexto, está repleta de exemplos e de ilustrações de indivíduos que encararam dificuldades e aceitaram as dificuldades em seus ministérios dedicados ao Senhor. Alguns deles foram especificamente mencionados pelo nome, em Hebreus 11. Por exemplo... "Moisés...recusou ser chamado filho da filha de Faraó, preferindo ser maltratado junto com o povo de Deus a usufruir prazeres transitórios do pecado." (Hebreus 11:25).

Outros, ainda "...fecharam a boca de leões, extinguiram a violência do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram força, fizeram-se poderosos em guerra, puseram em fuga exércitos de estrangeiros.

Mulheres receberam, pela ressurreição, os seus mortos. Alguns foram torturados... outros, por sua vez, passaram pela prova de escárnios e açoites, sim, até de algemas e prisões. Foram apedrejados, provados, serrados pelo meio, mortos a fio de espada; ... necessitados, afligidos, maltratados (Hebreus 11:32-38).

Possivelmente, após ler esta lista de dificuldades, os seus problemas talvez já nem pareçam tão grandes ou mesmo pesados como há alguns momentos atrás. Permita-me concluir com um poema de um autor desconhecido, o qual, porém, tem falado sempre ao meu coração em tempos de desencorajamento:

Não desista!

Quando as coisas não vão bem, como pode acontecer,
Quando a estrada só vai para cima e nunca parece descer,
Quando o dinheiro é pouco, e as dívidas como o mar,
Quando se quer sorrir, mas só se pode chorar,
Quando há cuidados que nos querem oprimir,
É preciso descansar, mas nunca desistir!

Com suas reviravoltas, a vida vai correndo E todos nós acabamos aprendendo Que muitos dos nossos erros poderiam ser evitados Se tivéssemos persistido e não desanimado.

Não desista então, mesmo que a coisa não caminhe,
Você pode vencer, com só mais uma forcinha!
Sucesso não passa de fracasso às avessas,
É o brilho que se vê ao redor das nuvens mais espessas.
Você nunca sabe se está prestes o seu alvo de atingir,
Pode estar chegando, embora não o possa discernir;
Portanto, continue lutando quando a dura luta chegar,
Quando tudo parece pior é que você não pode desanimar!

Autor Desconhecido
Tradução J.W. Faustini, 1996
Continue encorajado na abundante obra do Senhor, sabendo que o seu trabalho não está sendo em vão!

domingo, 23 de maio de 2010

sábado, 15 de maio de 2010

quarta-feira, 12 de maio de 2010

sábado, 8 de maio de 2010

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Um dia voce aprende


Um dia voce aprende



Altura "425" largura "http://www.youtube.com/v/NpOtLhKsuPY&hl=pt_BR&fs=1"

sábado, 1 de maio de 2010

orkut - Meu perfil. PASTORA MÉRCES

orkut - Meu perfil
SEJA MEU AMIGO NO ORKUT. A PAZ!

sexta-feira, 30 de abril de 2010

A IMPORTANCIA DO PASTOREIO DE PASTORES-LÍDERES-OBREIROS

PORQUE O PASTOREIO DE PASTORES É IMPORTANTE?

Comecemos com algumas perguntas introdutórias.

Dos pastores que você conhece, qual a porcentagem dos que recebem cuidado pastoral?

E quanto aos cônjuges, qual seria essa porcentagem?

O que o pastor perde quando não se deixa ser cuidado/pastoreado?

Quando um pastor não tem quem lhe estenda cuidado pastoral, ele sofre. Esse sofrimento ocorre por ele não ter um ambiente seguro no qual se abrir, expressando suas dores e dificuldades. Ele não cresce como deveria porque não há ninguém que o ajude a superar seus pontos fracos. Esgota-se facilmente, sempre dando e nunca recebendo. Muitas vezes a igreja, a denominação, ou até o próprio pastor, acabam achando que é assim mesmo que deve ser porque consideram que se sacrificar e uma indicação de que ele está dando sua vida pelas ovelhas.

Além do pastor sofrer por falta de um apoio pastoral em sua própria vida, quem mais sofre quando não existe tal apoio? Podemos dizer o seguinte:

Seu cônjuge sofre. Toda pessoa que tem um chamado para esse ministério, se for honesta, vai admitir que facilmente deixa o ministério tornar-se prioridade acima de seu cônjuge. Muitos têm brincado dizendo que o pastor tem duas mulheres: a igreja e a esposa.

Os filhos sofrem. Quantas vezes os filhos dos pastores querem ser qualquer coisa, menos pastor! Mesmo que sintam um chamado para o ministério, geralmente têm em mente ser outro tipo de ministro ou pelo menos não ser um pastor como seu pai.

Os líderes da igreja sofrem. Eles não recebem um cuidado pastoral para suas vidas porque o pastor não sabe como estender o que nunca recebeu.

A igreja toda sofre. Quando o pastor, seu cônjuge, seus filhos e os líderes da igreja sofrem, é impossível que a igreja também não sofra! Os membros da igreja, via de regra, vêem o pastor como modelo de um crente maduro e procuram imitá-lo. Isso pode levar a uma igreja ativista, marcada pela solidão.

O mundo sofre. Jesus falou que o amor seria a marca que convenceria o mundo de que somos discípulos verdadeiros (Jo 13.34,35). O pastor e a igreja que têm as características acima não atrairão os descrentes, e se os atrair, pode ter dificuldade em oferecer saúde emocional e espiritual para eles.

Deus sofre. Ninguém sofre sem que Deus sofra também. Se nós pudéssemos enxergar o coração de Deus para com seus pastores, em muitos casos veríamos um coração quebrantado. Deus ama tanto a seus pastores que sente muito por eles não receberem amor e cuidado em suas vidas.

Todos estes relacionamentos na vida do pastor podem ser melhorados através dele receber pastoreio. Aqui ressaltamos algumas razões práticas.

http://www.mapi-sepal.org.br/defminisIgsauPP.htm

segunda-feira, 26 de abril de 2010

A História do Pastor Zapatta

PASTOR ZAPATTA,
 EXEMPLO DE AMOR, FIDELIDADE A DEUS E AMOR AO MUNDO. QUAL É O PROBLEMA QUE TE IMPEDE DE SERVIR AO SENHOR? NÃO FOMOS CHAMADOS PARA SER SERVIDOS, MAS PARA SERVIR... Que este exemplo de líder fiel venha falar muito conosco! Shalom! Pra. Mérces

domingo, 25 de abril de 2010

YouTube - Palestra Daniel Godri

YouTube - Palestra Daniel Godri
VOCÊ QUER SER UM LÍDER DE SUCESSO? SIGA O
MAIOR MODELO DE LIDERANÇA NO MUNDO!!!

domingo, 18 de abril de 2010

O MAIOR LÍDER DE TODOS OS TEMPOS

Liderança e Caráter

Liderança...



sexta-feira, 16 de abril de 2010

Sonico

Sonico

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Clipe Soldado Ferido

terça-feira, 13 de abril de 2010

YouTube - ESTRATAGEMA DE DEUS - "A GRAÇA DA GARÇA" - GRAVAÇÃO DO DVD "JESUS FAZIA ISSO"

YouTube - ESTRATAGEMA DE DEUS - "A GRAÇA DA GARÇA" - GRAVAÇÃO DO DVD "JESUS FAZIA ISSO"

LÍDER, NÃO DEIXE DE VER ESTE VÍDEO! A GRAÇA DA GARÇA.
"A ARTE DE VIVER EM MEIO A LAMA SEM SUJAR A VESTE!"


TENHA UM LINDO DIA NA GRAÇA DO TODO PODEROSO QUE NOS
FAZ LIMPOS DE TODA SUJEIRA; LEVANDO-NOS A VERDADEIROS
REPRESENTANTES DO SENHOR JESUS CRISTO DE NAZARÉ, QUE NOS
É O NOSSO MODELO DE SANTIDADE! pastoramerces

domingo, 11 de abril de 2010

10 MANDAMENTOS PARA CASAIS

http://www.youtube.com/watch?v=lYqYIc5TpK0

CASAIS: Veja este vídeo!!!

terça-feira, 6 de abril de 2010

APRENDENDO A AMAR!!!

Pastora MÉRCES diz: "APRENDENDO A AMAR

Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus; e todo o que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. João1. 4.7-8

"Deus é amor: O AMOR É DE DEUS. Busquemos amar ao próximo com o amor que é de Deus.

...Ah! Mas eu não consigo amar aquele que me despreza, aquele que não me ama!

Nicodemos reconheceu que Jesus podia fazer todo tipo de milagres, porque Deus estava com Ele.

Jesus lhe respondeu que ninguém poderia ver o reino de Deus "se não nascesse de novo"

ENTÃO EU POSSO VER O REINO DE DEUS MANIFESTO EM MIM, QUANDO EU NASCER DE NOVO. EU POSSO AMAR SÓ QUANDO CONHEÇO A DEUS.

...VAMOS NOS PERGUNTAR NESTE DIA: "Eu sou nascido de Deus?"

Se sim; Podemos amar a todos, inclusive aquele q se apresentam como nossos inimigos.

Se não: Que nos rendemos a Deus; e q tenhamos a ousadia de perguntar a Ele, assim como Nicodemos perguntou: Como pode ser isto Senhor? Como se pode nascer de novo? como posso nascer de Deus?

Jesus respondeu a Nicodemos: "A pessoa nasce fisicamente de pais humanos, mas nasce espiritualmente do Espírito de Deus"

ENTÃO: OREMOS A DEUS NESTE MOMENTO: "Oh! Pai, me leve sempre a nascer de Ti ; me leve a te conhecer; me leve a ver o Teu Reino.
Senhor Deus, me leve a te amar, a me amar e amar ao meu próximo como amo a mim mesmo, em nome de Jesus Cristo. Amém!

PARTICIPE: www.saude-espirito-alma-corpo.ning.com/

www.sonico.com/pastoramerces1954 (Cristãos Maduros, esperando ou vivendo um grande amor)

No Amor de Jesus> pastora Mérces. 06-04-010

sexta-feira, 2 de abril de 2010

TERREMOTOS E...ELE RESSUSCITOU!!!

"...quando elas entraram não acharam o corpo do Senhor Jesus e não sabiam o que pensar. De repente apareceu diante das mulheres dois homens vestidos com roupas muito brilhantes, elas ficaram com muito medo e cobriram os seus rostos, então os homens disseram- por que é que vocês estão procurando entre os mortos quem está vivo?
Ele não está aqui, mas ressuscitou. Lembrem-se de como falou a vocês quando ele estava na Galiléia, dizendo: É necessário que o Filho do Homem seja entregue nas mãos de homens pecadores, precisa ser crucificado e ressuscitar no terceiro dia."(Lucas 24.3-7)


TERREMOTOS:
O Evangelho de Mateus, cap.27 E 28, menciona dois terremotos consecutivos que abalaram TODA A TERRA!

Quando o Senhor Jesus, já crucificado para a morte, pedindo ao Pai que perdoassem os que lhe fizerem todo mal; toda a terra ficou em trevas, durante 3 horas; Ele clamou ao Pai, em alta voz dizendo: Pai, nas Tuas mãos entrego o meu espírito! (Lucas.23.33-34;44-46)...

Não só o véu do templo se rasgou, mas toda terra tremeu e as rochas se dividiram
(Mateus 27:51).

... "Houve um grande terremoto, porque um anjo do Senhor desceu do céu veio e rolou a pedra e sentou-se sobre ela" (Mateus 28:2). Assim, todos podiam ver que o túmulo estava vazio: Cristo tinha ressuscitado.

Com estes eventos da natureza, eventos únicos na história do mundo:

Dois tremores de terra, um anunciando a morte de Jesus Cristo, e o outro a sua ressurreição; Estas duas verdades fundamentais constituem a base e nos dá a certeza da nossa salvação Nele.

OS APÓSTOLOS NOS DIZ:

PEDRO, disse em seu discurso de Pentecostes: "Jesus de Nazaré; assassinado e crucificado por mãos de iníquos.A quem Deus ressuscitou"(Atos 2:22-24).

PAULO:
Escreveu aos efésios "Ele nos deu vida, juntamente com Ele, estando nós mortos em nossos delitos e pecados; Juntamente com Ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus; porque pela graça somos salvos, mediante a fé; e isto não vem de nós; é dom de Deus; não de obras para que ninguém se glorie".(Efésios 2.1-10).

Escreveu aos Romanos: "Acreditamos no que ressuscitou Jesus dos mortos a nosso Senhor, que foi entregue pelos nossos pecados e ressuscitado para nossa justificação" (Romanos 4:24-25).

OREMOS:
DEUS PAI !!! ABRA OS OLHOS DA HUMANIDADE QUE CRIASTE, PARA QUE POSSAM RECONHECER A TUA SOBERANIA E A TUA SALVAÇÃO PARA TODOS; ATRAVÉS DE JESUS CRISTO, O NOSSO SENHOR !!! Obrigada.
Pastora MÉRCES.

Http://www.saude-espirito-alma-corpo.ning.com/

terça-feira, 30 de março de 2010

orkut - PASTORA MÉRCES

orkut - início

YouTube - Seja um Lider Águia

YouTube - Seja um Lider Águia

YouTube - Canal de pastoramerces#p/a/f/0/hmxRHHdWHn4

YouTube - Canal de pastoramerces#p/a/f/0/hmxRHHdWHn4

YouTube - A Águia e o Cristão

YouTube - A Águia e o Cristão

YouTube - A Águia e o Cristão

YouTube - A Águia e o Cristão

sexta-feira, 26 de março de 2010

segunda-feira, 22 de março de 2010

Mensagens Tagged

Mensagens Tagged

"SOMOS SANTUÁRIO DO ESPÍRITO SANTO"

domingo, 21 de março de 2010

Álbuns da web do Picasa - Pastora MÉRCES

Álbuns da web do Picasa - Pastora MÉRCES

CRISTÃOS MADUROS ESPERANDO OU VIVENDO UM GRANDE AMOR - Pesquisa Google

CRISTÃOS MADUROS ESPERANDO OU VIVENDO UM GRANDE AMOR - Pesquisa Google

Visite este Blog que eu criei e faça parte dele. Obrigada Pra.MÉRCES.

orkut - Minha página de recados

orkut - Minha página de recados

terça-feira, 16 de março de 2010

QUEM QUER SER PASTOR, LÍDER, OBREIRO???

QUEM QUER SER PASTOR?
QUEM QUER SR LIDER/OBREIRO?


Se o pastor é dinâmico, ele é ativista
Se for calmo, não tem visão ou é preguiçoso.
Se o pastor é exigente, ele é intolerante e ditador.
Se não exige, ele é displicente e negligente com o ministério.
Se o pastor visita, é porque gosta de incomodar o sossego dos outros.
Se não visita, é irresponsável e descuidado com as ovelhas.
Se o pastor se veste bem, ele é vaidoso, extravagante ou janota.
Veste-se mal, ele é relaxado e tem mau gosto.
Se o pastor anda sorrindo, ele é irreverente e gaiato.
Se não solta um sorriso, é porque anda estressado.
Se o pastor fica com os jovens, é imaturo e não se coloca no seu lugar.
Se com os adultos, é antiquado, ultrapassado e cafona.
Se ficar com as crianças, é infantil e precisa amadurecer.
Se procurar atualizar-se, ele é mundano e tem mentalidade secular.
Se não se atualiza, é mente fechada e não quer se reciclar.
Se o pastor cuida da família, é descuidado com a igreja.
Se cuidar da igreja, é descuidado com a família.
Se pregar muito tempo, é prolixo, cansativo, metido a intelectual.
Se pregar pouco, é que não tem mensagem, nem da internet.
Se procurar agradar a todos, é sem personalidade e interesseiro.
Se for positivo e procura corrigir e disciplinar o rebanho, é porque é parcial e só disciplina os fracos.
Se realizar programas novos, é que só quer viver de promoções e ôba-ôba!
Se não realiza, é que não tem idéias novas.
Se o pastor é alegre, é sem linha e deveria ter mais compostura.
Se chorar no púlpito, é chorão, sensível demais e não tem domínio próprio.
Se o pastor organiza trabalhos e campanhas, é explorador do rebanho.
Se não organiza, é que não dá trabalho ao rebanho e não tem criatividade.
Se o pastor fala alto, é que não tem argumentos para convencer.
Se falar baixo, é um coitado, tímido, e nem voz tem.
Se o pastor prega nas ruas, é porque barateia o evangelho.
Se só fica na igreja, está acomodado nas quatro paredes do templo.
Se o pastor faz amizades no rebanho, é que tem panelinha e faz acepção de pessoas.
Se ora muito, é porque não tem o que fazer ou está querendo aparecer.
Se orar pouco, é um pastor relaxado, irresponsável, preguiçoso e carnal.
Se o culto termina cedo, ele é frio e não deixa o Espírito operar na Igreja.
Se o culto excede o horário, é irresponsável e impontual.
Se o pastor fala em outras línguas em público, deveria evitar e atentar para a decência e para a ordem do culto.
Se não fala, deixou de ser renovado ou perdeu o dom.
Se o sermão pastoral tem dez pontos, é chato e cansativo.
Se o sermão tem apenas dois pontos, ele não tem conhecimento bíblico.
Se ao pregar trata de necessidades da congregação, está expondo as pessoas.
Se faltar a algum culto, é porque está pensando em deixar a igreja.
Se nunca falta a qualquer culto, vai terminar um dia no psiquiatra.
Se o pastor prospera financeiramente, deve estar roubando da Igreja.
Se não prospera, está em pecado ou tem pouca fé.
HEBREUS 13.7,17 (Medite)
Lembrai-vos dos vossos pastores, os quais vos falaram a palavra de Deus, e, atentando para o êxito da sua carreira, imitai-lhes a fé. Obedecei a vossos pastores, sendo-lhes submissos; porque velam por vossas almas como quem há de prestar contas delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.
Um abraço a todos
Bianchini e Nazaré

ADAPTAÇÃO E EDIÇÃO: Pastora Mérces.

DICAS PARA LIDERES EM GERAL

Por mais pressão que você sinta no trabalho, se conseguir encontrar maneiras de relaxar pelo menos cinco minutos de hora em hora, seria mais produtivo. A maior parte do stress é causado por nós mesmos, por nossos maus hábitos e atitudes ruins. Pegue um lápis e um papel e escreva tudo o que lhe causa stress durante o dia. Analise como pode mudar essas situações. Será que conversar com um colega de trabalho aliviaria o stress? Se você se levantasse meia hora mais cedo, poderia parar a correria e tomar tempo para uma caminhada ou até para andar vagarosamente? Você faz exercícios pelo menos vinte minutos por dia? Se não faz, deveria, porque alivia o stress e lhe permite trabalhar e dormir melhor. — Dr. Joyce Brothers

Fisiologistas já demonstraram que uma das razões por que as pessoas ficam tão nervosas, melindrosas ou chateadas, é porque passam a vida carrancudos e com os músculos tensos. Incomodam-se com o mínimo barulho ou algo de mínima importância que insulte o seu ego. Ficam com os nervos à flor da pele, mas são principalmente os músculos, das pálpebras aos dedos do pé, que saltam de tensão. Quando todos os seus músculos estão relaxados e à vontade, os seus nervos e o seu interior também ficarão descansados. — Albert Edward Wiggam

segunda-feira, 15 de março de 2010

YouTube - Travessia Mar Vermelho

YouTube - Travessia Mar Vermelho

AMADO LIDÉR-OBREIRO DO SENHOR!!!

ESTOU REATIVANDO ESTE BLOG;
CONTO COM O TEU APOIO.

SABEMOS QUE SOMENTE UM LÍDER SARADO, É APROVADO PELO SENHOR; E QUE SOMENTE SARADO PODE GERAR OVELHAS SARADAS.

OBREIRO AMADO: DEUS TEM PRESSA COM A TUA VIDA
QUE DEUS NOS CURE, QUE NOS FAÇA APROVADO A CADA DIA.
SHALOM ADONAI!
Pastora MÉRCES. 15-03-010

#!v=EuwvtHlx3JU&feature=related

#!v=EuwvtHlx3JU&feature=related "DIGA AO POVO QUE MARCHE"

ÊXODO 14.15 "O DEUS ETERNO DISSE A MOISÉS; POR QUE VOCÊ ESTÁ ME PEDINDO AJUDA?
DIGA AO POVO QUE MARCHE".

Amado obreiro, você tem tido a ousadia de dizer ao povo de Deus que marche?
Você tem crido e confiado realmente no grande El Shaday?

Tenham uma semana na comunhão, adoração e reflexão no Nosso Senhor o TODO PODEROSO.
SHALOM ADONAI!!! Pastora Mérces
visite: http://www.saude-espirito-alma-corpo.ning.com/pastoramerces